Política editorial – Processo de avaliação

ISSN 2358-2448

 

SOBRE A REVISTA EDIÇÃO ATUAL   EDIÇÕES ANTERIORES   DIRETRIZES PARA AUTORES   CORPO EDITORIAL   CONTATO  

II. POLÍTICA EDITORIAL – PROCESSO DE AVALIAÇÃO

A relevância do artigo, sua originalidade e metodologia figuram como critérios centrais para avaliação. Assim como uma argumentação teórica consistente e uma bibliografia atualizada e adequada ao tema proposto. Os editores da revista reservam-se o direito de publicar ou não os trabalhos recebidos, comprometendo-se a informar os/as autores/as, num prazo razoável, da decisão a que tenham chegado. Esta decisão é apoiada em um processo de apreciação dos artigos baseado no sistema de avaliação por pares em modelo duplo -cego.

O processo de avaliação envolve as seguintes etapas:

a) Detecção de plágio. Nesta fase a equipe de apoio técnico submete os trabalhos a uma avaliação por meios do softwere  Plagius – Detector de Plágio Professional que permitem verificação de similaridade dos manuscritos recebidos para detectar se cumprem requisitos mínimos de citação ou se caracterizam situações de plágio. Partes identificadas com similiraidade pelo programa, são revisadas pela comissão editorial para verificar se se configuram plagio efetivamente. Os trabalhos em não conformidade são automaticamente rejeitados.

b) Apreciação inicial por parte dos editores, baseada, por um lado, em critérios de pertinência, interesse e qualidade, definidos em consonância com a política editorial da revista; e, por outro lado, a conformação dos artigos às normas de apresentação de textos levando em consideração as diretrizes da revista e adequação às temáticas dos Cadernos NAUI. Esta etapa decide sobre a submissão ou não dos artigos à fase subsequente de apreciação por parte de avaliadores/as.

b) Avaliação duplo-cego dos artigos, a qual fundamenta a decisão final quanto à publicação ou não dos artigos, reservando o anonimato para ambas as partes (pareceristas e autores). Nessa etapa, os artigos são encaminhados para dois pareceristas especialistas na temática abordada pelo texto que está sendo avaliado.

2. Os autores/as serão informados/as quanto à aceitação ou não dos artigos, bem como da necessidade de revisão, conforme os pareceres dos avaliadores. A etapa de avaliação dos artigos pelos pareceristas é realizada num período de 20 a 30 dias. O prazo para devolução do artigo para revisão pelos/as autores/as é, em média, de 15 dias.

3. Os pareceristas  e editores, depois da revisão pelos/as autores/as, podem solicitar novas alterações, estabelecendo novos prazos de retorno.

4. Artigos negados que necessitem de uma maior e cuidadosa revisão, desde que se encaixem nos eixos temáticos da revista, podem ser enviados a nova submissão.

5. No caso de artigos submetidos e não aceitos para publicação, a revista Cadernos NAUI compromete-se em comunicar os/as autores/as razões de tal decisão, podendo, quando os artigos tiverem passado à segunda etapa de apreciação, juntar os pareceres de que foram objeto.